CrossFit: origem, benefícios e recomendações

O CrossFit cresce no Brasil graças a grande divulgação dos adeptos desta atividade, que geralmente não conseguem manter em segredo essa prática. Todo mundo sabe quando alguém é “crossfiteiro”, porque essa pessoa faz questão de divulgar.

Não é para menos, afinal os praticantes ficam tão felizes com os resultados rápidos que querem trazer mais pessoas para essa vibe saudável.  Pesquisando pela web, nós encontramos um artigo super completo a respeito do tema, elaborado pelo Feito de Iridium, um blog criado por especialistas em educação física e, aqui vamos resumir as principais ideias para você.

Origem do Crossfit

O crossfit é um programa de treinos que visa o fortalecimento muscular e o condicionamento corporal como um todo. Por muito tempo ele foi utilizado por equipes da polícia especial dos Estados Unidos como a SWAT, pelo exército e até por atletas. Nesse exercício você vai treinar se dedicando apenas uma hora por dia: força, agilidade, coordenação motora, equilíbrio e resistência cardiorrespiratória.

Diferenças entre o CrossFit e a Musculação

Em academias, os treinos de musculação e as séries de exercícios são traçados para que sejam realizados apenas com um grupo muscular por dia. Não existe esse tipo de segmentação no Crossfit, pois são praticados exercícios conhecidos como “globais”, que são uma excelente maneira de acelerar o gasto calórico

Como já explicamos aqui, quanto mais músculos você ganha mais fácil será eliminar a gordura e emagrecer de verdade.

Exercícios intensos, sem intervalos e sem descanso

É assim que funcionam os treinos de CrossFit. A ideia é ir até o máximo que o seu corpo permite chegando a completa exaustão.

A sequência de exercícios utiliza todo o corpo: braços e pernas estão sempre em movimento realizando saltos, subidas e descidas de escadas, escalando em cordas, fazendo movimentos em zig zag com cones, pneus espalhados entre outras atividades.

Benefícios do Crossfit

  • Cetose mais rápida: com exercícios intensos, o gasto de carboidrato se dá de maneira muito rápida e o consumo de gorduras como fonte de energia começa muito antes dos 20 a 30 minutos;
  • Mais força: como as atividades envolvem muito esforço físico, é natural que os praticantes fiquem mais fortes e com isso construam mais massa muscular;
  • Mais energia: atividades de alta intensidade têm o poder de despertar mais ânimo em quem pratica. Por isso os praticantes de CrossFit sempre estão mais enérgicos e bem-dispostos;
  • Aumento da capacidade cardiorrespiratória: exercícios que envolvem repetições e aumento progressivo de intensidade favorecem o sistema cardiorrespiratório, que passa a ser melhor trabalhado e automaticamente começa a funcionar de forma melhor;
  • Redução do estresse: a prática do CrossFit libera hormônios fundamentais para o organismo, que causam essa sensação de bem estar, como a serotonina e endorfina;
  • Mais resistência: a atividade aumenta sua resistência física para desempenhar as atividades do dia a dia. Além disso, os exercícios promovem o aumento da tensão muscular;
  • Reduz as chances de lesão: quanto mais você estimula sua musculatura, menos chances de sofrer alguma lesão ou distensão muscular. Esse é outro ganho bastante significativo!

Recomendações e contra indicações

  • Consulte seu médico: antes de começar o treino é preciso obter liberação médica. Como CrossFit é um treino puxado, você precisa conhecer suas limitações antes de preparar seu programa de treino;
  • Nem todo lugar escrito CrossFit oferece treinos sérios: por isso é muito importante procurar um box de CrossFit sério e preferencialmente afiliado.
  • Faça um teste: se você tem dúvidas se vai curtir essa nova modalidade de esporte marque uma aula experimental. Essa é uma ótima maneira de entender a dinâmica do treinamento, os professores e todos os outros detalhes que podem influenciar na sua escolha;
  • Tenha supervisão de um profissional confiável: toda atividade física precisa da supervisão de um profissional capacitado, principalmente para evitar lesões e fraturas. Por isso, o mais recomendado é que essa pessoa tenha certificação e esteja profundamente comprometido com o bem-estar dos alunos;
  • Nunca pule o aquecimento: o aquecimento não é uma possibilidade, mas sim parte do treino. Muita gente acha que aquecer é bobagem, por isso acaba não dando a ele a devida importância. Não pule o aquecimento,  ele é determinante para evitar lesões e outros incidentes que podem acabar te afastando de vez dos treinos;
  • Evite ultrapassar os limites do seu corpo: por mais que o treino seja intenso, é bom se controlar e tentar não ir além do que o seu corpo pode chegar. Essa medida não faz bem e pode acabar comprometendo os resultados.
  • Respeite as contraindicações: qualquer pessoa pode praticar CrossFit, de crianças a idosos, desde que cada uma delas saibam respeitar as regras do seu próprio corpo, e até onde podem ir. Por isso, é fundamental fazer com que o treino seja balanceado de acordo com cada um desses públicos.

Gostou do artigo? Compartilhe com os amigos!