Como diminuir a quantidade de gordura corporal em 10 passos

Além das pessoas que desejam emagrecer, quem frequenta a academia para ganhar músculos também deve se preocupar com a redução da gordura corporal, já que ela é uma das etapas para alcançar o tão sonhado shape trincado.

Porém, quem busca perder o excesso de gordura sabe que é preciso ter paciência. Afinal, esse processo não ocorre do dia para a noite, é necessário alguns meses de uma rotina regrada e hábitos saudáveis para emagrecer e aumentar a massa muscular.

Antes de falarmos mais sobre quais hábitos adotar para reduzir a quantidade de gordura no corpo, é importante esclarecer alguns conceitos que muitas pessoas ainda confundem. 

O emagrecimento é um processo diferente da perda de peso. O peso corporal é composto por massa magra (músculos, órgãos, ossos, líquidos) e massa gorda (gordura), logo, perder peso não significa propriamente a redução de gordura (tecido adiposo), já que o corpo perde líquidos e até massa muscular.

Para emagrecer de fato (reduzir a quantidade de gordura do corpo), é preciso apresentar um balanço energético negativo, queimando mais calorias do que a quantidade ingerida.

Afinal de contas, consumir mais calorias do que o necessário para o dia leva a um excesso que será armazenado no corpo em forma de gordura.

10 passos para diminuir a gordura corporal

Agora que você já sabe o que significa emagrecimento, siga os 10 passos que listamos abaixo para diminuir a gordura corporal e conquistar o shape dos seus sonhos.

1.Ajuste a alimentação

O primeiro passo para reduzir a quantidade de gordura no corpo é ajustar a dieta. Afinal, de nada adianta passar horas se exercitando na academia e depois comer alimentos prejudiciais à saúde, não é mesmo? Para não perder os resultados conquistados nos treinos evite consumir:

  • Gordura saturada: carnes gordas, manteiga, creme de leite, frituras, embutidos, industrializados, dentre outros, são alimentos que contém gordura saturada. No corpo humano, essa substância facilmente se transforma em células de gordura, dificultando a definição do abdômen e demais regiões.
  • Açúcar: não é novidade para ninguém que a açúcar faz mal para a saúde. Refrigerantes, bebidas industrializadas e doces em geral possuem grande quantidade de açúcar e calorias vazias (sem nutrientes), que após ingeridas são facilmente transformadas em gordura.
  • Farinha refinada: arroz branco, pães, bolachas, massas e bolos são apenas alguns alimentos que contém farinha refinada, componente responsável por elevar os níveis de insulina e glicose no organismo, aumentando o apetite e a ansiedade e estimulando o corpo a armazenar gordura.

O que está liberado:

  • Carnes magras: peito de frango, peixes e frutos do mar são exemplos de carnes magras que mantém a saciedade e oferecem os nutrientes necessários para dar aquele gás nos treinos e queimar mais gordura.
  • Ácidos graxos: substâncias como o Ômega 3 e 6, encontradas em ovos, nozes, atum e salmão, são gorduras boas que possuem ácidos graxos responsáveis por auxiliar o processo de transformação das células de gordura em tecido muscular.
  • Proteínas magras: as proteínas magras presentes em ovos cozidos, queijos com pouca gordura (cottage, ricota e branco) e laticínios desnatados aceleram o metabolismo, proporcionam maior saciedade e participam da construção de massa muscular. 

Lembre-se de sempre consultar um nutricionista antes de fazer mudanças na dieta. Somente esse profissional é capaz de indicar alimentos adequados para o seu organismo e necessidades nutricionais diárias. 

2.Reduza a ingestão de calorias

Agora que já mostramos quais alimentos consumir e quais evitar, é hora de se atentar para a quantidade de calorias ingeridas diariamente.

Como já comentamos, para reduzir a gordura corporal é necessário ter um balanço energético negativo. Do contrário, é mais fácil para o corpo engordar e, consequentemente, acumular mais gordura.

Um balanço calórico negativo significa ingerir menos calorias do que o corpo consome. Logo, ele começa a queimar as células de gordura, que servem como fonte de energia.

Entretanto, ressaltamos que ficar sem comer, além de não ser saudável, pode fazer com que o corpo acumule gordura como forma de proteção.

Por isso, coma quantidades necessárias, respeitando o organismo e evitando atitudes radicais.

3.Consuma alimentos termogênicos

Alimentos com ação termogênica aceleram o metabolismo e aumentam o gasto energético, processo que contribui para a perda de gordura do corpo.

Portanto, aliar os treinos da academia com o consumo de chá verde, pimenta vermelha, canela e principalmente cafeína resulta na transformação da gordura em energia e estímulo para os treinos.

4.Controle o apetite

Como já comentamos, ficar muito tempo em jejum faz com que o corpo estoque gordura desnecessariamente e aumente o apetite, resultando em uma maior quantidade de comida na próxima refeição.

Caso sinta muita fome, controle o apetite comendo uma maçã e ingerindo um copo grande de água. Na hora de se alimentar, lembre de comer devagar e mastigar bem os alimentos, isso reduz a sensação de fome e melhora a digestão. 

5.Monitore a quantidade de carboidratos e proteínas

Proteínas e carboidratos são necessários em qualquer dieta, mas é importante se atentar à quantidade consumida.

Enquanto as proteínas são fundamentais, pois reduzem as chances de catabolismo e aumentam o processo metabólico, os carboidratos devem ser controlados, evitando a ingestão em excesso.

Para consumir apenas a quantidade necessária de cada componente, não prejudicando o processo de perda de gordura, consulte seu nutricionista e siga corretamente a dieta indicada pelo profissional

6.Invista em vitaminas e minerais

Apesar da ingestão adequada de macronutrientes ser parte fundamental na dieta, grande parte das pessoas esquece de consumir também as vitaminas e minerais necessários.

Quando o organismo apresenta deficiência desses micronutrientes, tanto a saúde no geral quanto a queima de gordura são prejudicadas, já que a ausência de vitaminas e minerais reduz a eficiência da transformação dessa gordura em energia.

7.Aumente a intensidade dos exercícios

Aumentar a intensidade dos treinos, de acordo com as indicações do personal, ajuda a acelerar o processo e traz resultados em menos tempo.

Afinal, atividades físicas mais intensas aumentam o gasto calórico e reduzem a porcentagem de gordura no corpo.

Mas lembre-se de sempre respeitar os limites do corpo e não exagerar na dose de exercícios para evitar lesões mais graves que possam interromper os treinos.

8.Beba água

A água presente no organismo é importante para o funcionamento correto do metabolismo, além de ser vital para o funcionamento dos órgãos.

Ao praticar exercícios físicos, o suor elimina a água, tornando necessária a reposição desse líquido.

Por isso, leve uma garrafinha para os treinos e tome de maneira gradual. Exagerar na quantidade de água pode deixar uma sensação de peso na barriga, mas sentir sede também não é bom, pois indica que o corpo precisa de hidratação.

9.Repouse

Após os treinos é hora de descansar! Dormir pelo menos sete horas por noite faz com que o corpo se recupere do esforço físico, transformando os estímulos recebidos nos treinos em massa magra.

É importante também evitar alimentos pesados antes de deitar e investir em um colchão adequado para o seu corpo.

10.Invista em suplementação adequada

O último passo para facilitar a redução da gordura corporal é aliar todas as dicas anteriores com suplementação alimentar de qualidade. 

Os suplementos atuam como um complemento na alimentação diária, fornecendo as doses necessárias de macronutrientes que o organismo precisa para reduzir a gordura e aumentar a massa muscular.

Conheça quais suplementos são indicados:

  • Whey protein: os suplementos de whey fornecem a quantidade adequada de proteínas e aminoácidos necessárias no pré-treino. Consumir esses macronutrientes prepara o corpo para os exercícios, fazendo com que o organismo realize todas as funções necessárias para o momento, e reduza as taxas de gordura.
  • Creatina: a suplementação de creatina potencializa a força e fornece mais energia para o corpo suportar a carga de treinos. Ao consumir um suplemento alimentar de creatina você se prepara melhor para os treinos, aumenta o desempenho e, consequentemente, queima mais gordura e ganha massa magra.

Para que você alcance seus objetivos na academia, invista nos suplementos alimentares da Purus Labs.

Conheça alguns produtos da linha Purus Labs: 

  • Proteína Concentrada Myowhey: aumenta a massa magra, restaura os músculos e melhora a imunidade, evitando problemas de saúde que possam paralisar os treinos.
  • Proteína Isolada Ketofeed: livre de carboidratos e rico em macronutrientes (proteína), é ideal para quem segue a dieta cetogênica ou low-carb.
  • Blend de Proteínas Myofeed: indicado para praticantes de qualquer tipo de exercício físico, o Myofeed melhora o rendimento durante os treinos, aumentando a massa magra.   
  • Creatina Monoidratada: aditivo pré-treino que acrescenta mais força aos treinos e hidrata os músculos.

Gostou do post de hoje? Para mais dicas sobre perda de gordura, ganho de músculos, suplementação alimentar e treinos, continue acompanhando o blog da Purus Labs

Toda semana tem conteúdo novo. Fique de olho!